Resumo da novela José do Egito – próximos capítulos 03/07 a 24/07

jose do egito resumo novela capitulo episodio rede recordResumo da novela José do Egito – a Rede Record divulgou  o resumo dos próximos capítulos da novela José do Egito, de 03 a 17 de julho de 2013, capítulos 024 a 026, onde Mara vê Simeon e Levi entrando na tenda dos irmãos. Ela prepara uma tocha para incendiar o abrigo. Simeon e Levi saem rapidamente.

No capítulo (*) 024, quarta-feira, 03 de julho – Ninguém consegue decifrar os pesadelos do Faraó. Pentephres decide tentar. O soberano percebe que a interpretação do sacerdote não é verdadeira e o expulsa. Sati se cansa das exigências de Hapu e afirma que ele pode contar toda a verdade para Potifar. Enquanto discutem, o comandante chega e pergunta o que deve lhe ser revelado. Em tom desafiador, Sati instiga Hapu a falar. Ele fica tenso. Nekau serve vinho para o Faraó, que está perdido em seus pensamentos. Com a devida permissão, o copeiro fala sobre o hebreu, antigo escravo de Potifar, que interpretou seu sonho corretamente. Ele revela que o rapaz se chama José. Hapu engana Potifar. Mitri se aproxima do comandante para dizer que o Faraó o chama. Quando fica sozinha com Hapu, Sati afirma que não se submeterá a mais nada. Judá negocia sua antiga casa com um amigo quando Tamar chega. Ela revela que o viu de longe e se aproximou. Tamar fala sobre seu casamento com Selá, mas Judá a corta para dizer que a cerimônia não acontecerá. Diná alcança o marido e cai do cavalo, que se afasta rapidamente. Ele fica surpreso com a moça, que revela estar verdadeiramente apaixonada. Diná toma a iniciativa e começa a beijar o marido. O casal começa a se despir. O Faraó conversa com Potifar e começa a perguntar sobre José. Azenate e Tany se aproximam sem serem vistas e ouvem tudo. Quando interrogado, o comandante revela que o hebreu tem diversas habilidades, mas foi preso sob a acusação de tentar violentar Sati. Azenate decide se revelar e interfere. Com a permissão do Faraó, ela pergunta porque José foi preso ao invés de ter sido enviado para a morte. Constrangido, ele afirma que o hebreu é um homem especial, por isso deve ser ouvido. O Faraó decide que José deve ser trazido ao palácio. Judá diz a Tamar que não irá permitir o casamento porque fez um juramento para sua esposa em seu leito de morte. Potifar vai até a cadeia para buscar José. Ele revela que o Faraó pretende vê-lo o mais breve possível. Pentephres se enfurece ao saber da notícia e vai até o Faraó. Apópi afirma que receberá o hebreu porque está cansado de bajuladores. Enfurecida, Tamar decide comprar roupas típicas de prostitutas. Arrumado, José se despede de Seneb antes de partir com Potifar. Tamar se cobre, deixando apenas os olhos visíveis. Ela seduz Judá, que corresponde. José chega ao palácio. Diante do Faraó, ele se recusa a se curvar. José afirma que não se curva diante de homem algum. Todos começam a falar e Apópi se irrita. Ele exige que todos se calem. Ele caminha na direção do hebreu e fica satisfeito, afinal, tem certeza de que aquele homem não irá bajulá-lo. Pentephres, que desejava o mal de José, engole o ódio. O Faraó decide contar seus pesadelos. Quando termina, pergunta qual é a interpretação de cada um deles. José revela que os dois pesadelos do Faraó têm o mesmo significado. Ele conta que o Egito será agraciado com sete anos de fartura, que serão seguidos por sete anos de seca. O Faraó afirma que essa poderá ser uma catástrofe, mas José diz que não será uma desgraça se o soberano se preparar. Ele afirma que um homem deve ser nomeado para se tornar responsável por todo o Egito. Além disso, devem ser selecionados administradores para organizar os frutos da fartura que antecederá a fome. Todos ficam boquiabertos. O Faraó entrega a administração de sua casa ao hebreu. Além disso, Apópi afirma que todo o povo também deverá obedecer à palavra de José. Ele decide que acima do hebreu estará apenas o Faraó.

No capítulo (*) 025, quarta-feira, 10 de julho – José se espanta. Ainda disfarçada, Tamar pede o selo com o cordão de Judá e seu cajado como segurança até que um cabrito seja trazido para a cidade como forma de pagamento. Eles caminham juntos até um local mais afastado. O Faraó entrega a autoridade em toda a terra do Egito a José. Pentephres se corrói de ódio enquanto Potifar tenta conter a emoção. Apópi pede que José seja levado para ser limpo e vestido como o novo vizir do Egito. Enquanto caminha para outro local, Potifar se aproxima do hebreu. Emocionado, o comandante afirma que tem José como um filho e se mostra feliz com sua ascensão. Os dois se abraçam. Tamar se entrega a Judá. Diná e seu marido retornam ao acampamento, bastante felizes. Tany diz ao Faraó que José será recompensado ainda mais se puder ter Azenate. Depois de dormir com Tamar, mesmo sem ver seu rosto, Judá se apaixona. Vestido como governador, José desfila pela cidade com o Faraó. Todos se curvam para o hebreu em sinal de respeito. Hapu gela de medo. Ele leva Sati até José. A egípcia fica boquiaberta ao vê-lo junto ao Faraó, como governador. Azenate, que ainda não sabe de nada, é levada por Tany até o local em que Apópi discursa para o povo. Ao ver as duas, o Faraó anuncia a todos que Azenate será a esposa de José. O casal fica surpreso. Furioso, Pentephres desafia a autoridade de Apópi e grita que não permitirá o casamento. Pentephres percebe a gravidade do que fez. Ele baixa a cabeça, pede perdão e acaba sendo obrigado a engolir seu ódio. Durante um banho no rio, Lia quase se afoga. Diná a salva. De volta à tenda, Jacó diz a Diná que todos devem ficar atentos com as atitudes de Lia. Quando se dão conta, percebem que ela sumiu. Lia se aproxima de Simeon, muito confusa, agindo como uma criança. Sem querer, ele é rude e faz com que ela urine na própria roupa. Jacó se aproxima e leva a esposa de volta a tenda. Arrasado, Simeon conversa com Diná. Na frente de Zilpa, durante uma discussão, Naamá afirma que Bila dá em cima de Ruben. Aconselhado pelos irmãos, que não aprovam uma possível relação com uma meretriz, Judá cogita a possibilidade de não retornar a Hebrom. Pentephres oferece riquezas para Hapu em troca do assassinato de José. Tany diz a Azenate que Pentephres é perigoso. Judá finaliza a negociação de sua casa com o amigo que a visitou. Ele pede que o rapaz leve o cabrito para a prostituta e traga de volta seu colar juntamente com o cajado. José vai até a casa de Sati.

No capítulo (*) 026, quarta-feira, 17 de julho – Sati implora por perdão. Desesperada, ela afirma que pode beijar os pés do hebreu. Potifar chega, ela se controla, mas o clima entre os três é de desconforto. José pede ao comandante a autorização para levar Mitri em suas viagens pelo Egito. Potifar permite. O amigo de Judá volta a cidade e fala com Tamar. Ele, que não sabe sobre a farsa, fala sobre o motivo que o trouxe de volta. Depois que ele se afasta, Tamar diz a uma amiga que precisava ter certeza de que Judá cumpriria sua palavra. Cínico, Pentephres diz a Azenate que não fará nada contra José. Hapu segue o barco em que Mitri e José partem para a viagem. Os dois observam uma grande plantação de trigo. Hapu prepara um arco e flecha e mira no hebreu. José dá conselhos aos camponeses, que trabalham nos trigais. Hapu atira uma flecha no momento em que José se mexe. Ela atinge um camponês, que cai. Mitri vê alguém correndo e pede que os guardas o persigam. Mitri afirma que alguém quer matar José. Hapu passa por um sufoco, mas consegue fugir dos guardas. O amigo de Judá retorna ao acampamento e lhe devolve o cabrito. Ele afirma que não encontrou a meretriz. Zilpa interroga Bila e descobre que ela realmente nutre um sentimento por Ruben. Zilpa a chantageia em troca de seu silêncio. Pentephres esbraveja com Hapu, que falhou em sua missão. O sacerdote afirma que o novo ataque deverá acontecer no dia do casamento. O tempo passa e a barriga de Tamar começa a crescer. O amigo de Judá a encontra e mostra alguns peixes. Enjoada com o cheiro, ela vomita. O rapaz estranha, percebe a barriga, e pergunta o que está acontecendo. José volta da viagem e conta alguns detalhes para o Faraó, inclusive sobre a tentativa de assassinato. Tany, Azenate e Apópi observam Pentephres, intrigados, mas não revelam suas suspeitas.

No capítulo (*) 027, quarta-feira, 24 de julho –José chega em sua nova casa, acompanhado de Azenate. Ela percebe que o hebreu ficou incomodado ao ver imagens de deuses egípcios nas paredes e colunas e pergunta se José ficou chateado. Zilpa humilha Bila cada vez mais. Azenate permite que José retire todos os ídolos da casa. Apópi e Tany chamam Pentephres para uma conversa. Eles revelam sua desconfiança em relação ao atentado contra José. O sacerdote tenta se defender, mas é surpreendido pela decisão do Faraó. Ele afirma que se algo acontecer com José, seja no dia do casamento ou futuramente, Pentephres será executado. Tamar é levada até o acampamento de Jacó. Judá se mobiliza para queimá-la e chama a atenção dos outros. Alguns dos irmãos estão dispostos a queimá-la quando Tamar revela que engravidou depois de se deitar com o dono dos objetos que carrega. Ela mostra o cajado e o cordão de Judá. Todos ficam pasmos. Judá cai de joelhos, arrependido, e assume a culpa. Jacó afirma que Judá deve assumir a criança que Tamar carrega. Mara vê Simeon e Levi entrando na tenda dos irmãos. Ela prepara uma tocha para incendiar o abrigo. Simeon e Levi saem rapidamente. Benjamin decide ficar na tenda dos irmãos. Mara incendeia a tenda e Benjamin se desespera. Mara percebe que os gritos são de Benjamin e busca ajuda. Naamá percebe que sua filha é culpada. Ruben se cobre com um tecido molhado e entra na tenda. Ele sai com Benjamin nos braços. Mara teme pelo pior, mas ela ouve Ruben dizer a Jacó que o rapaz está desacordado. Após algum tempo, Benjamin se recupera em outra tenda. Mara entra, se ajoelha ao lado dele e pede perdão por tudo. Ela revela estar arrependida e promete que esquecerá sua vingança. Mara diz que aceitará ser esposa de Benjamin se ele ainda a quiser. Feliz, ele pede um beijo para perdoá-la. O casal troca um selinho. Mesmo apaixonado, Judá tenta controlar seus sentimentos. Ele diz a Tamar que nunca mais irá tocá-la novamente, mas assumirá a criança. Naamá repreende Mara, que demonstra estar verdadeiramente arrependida. Ruben chega e revela que sabe a verdade sobre o incêndio. Ele afirma que irá perdoá-la. Mara o abraça, emocionada. José e Azenate se casam. Pentephres pede que Hapu esqueça a missão de assassinar José. Sati começa a flertar com o sacerdote, que retribui. Após a cerimônia, José e Azenate vão para casa. Ele sofre ao se lembrar do pai, mas sua esposa o consola. O casal tem sua primeira noite de amor.

Fonte: José do Egito, novela da Rede Record – resumo dos próximos capítulos

* Sujeito à alteração de acordo com a edição dos capítulos.

  • camyla

    pq eu li? q curiosidade! eu sei o que acontece, mas o como é que era o mistério. rsrsrrs

  • VALDECIPINHODELEONARDO

    SEI DA ESTÓRIA DE JOSÉ, JÁ LI NA BÍBLIA, JÁ VI EM DESENHO BÍBLICO E NÃO ME CANSO DE VER, PENA Q É SÓ UMA VEZ POR SEMANA!…

  • neymar

    neymar

  • neymar

    to brinkando gosto muito dessa historia

  • Timar Ramos

    que dia vao anunciar capitolo 30