Novela Pecado Mortal – resumo dos capítulos de 14 a 17/04/2014

novela-pecado-mortal-recordResumo da novela Pecado Mortal - a Rede Record divulgou o resumo dos próximos capítulos da novela Pecado Mortal, de 14/04 a 17/04/2014, capítulos 142 a 145, onde Patrícia se emociona ao ver berço feito por Carlão. Helena diz para Patrícia que Carlão a mantém afastada porque deseja protegê-la de Tufik. Carlão arma para expulsar Quina de vez do morro e pede ajuda de Dorotéia. Ela finge cena de ciúmes e atira contra Carlão com balas de festim. Quina se assusta e foge. Carlão diz que Tufik invadiu Quintino e pedirá à Quina metade dela do morro do Pinguim. Helena diz para Carlão que sabe da ameaça que Tufik fez sobre prejudicar Patrícia. Ela diz que ele deve ser sincero com Patrícia e contar que está tentando protegê-la de Tufik. Picasso e Patrícia são surpreendidos com tiros na porta do quarto de hotel. Picasso se joga no chão e protege Patrícia.

No capítulo (*) 142, segunda-feira, 14 de abril – Carlão e Otávio fingem briga na fazendinha e se esmurram, assustando Danilo, Quina e Tufik. Carlão e Dorotéia conseguem convencê-los de que estão brigados. Picasso garante para Patrícia que não tem intenções de prejudicá-la ao dar depoimento para o juiz. Quina decide contratar Otávio como seu assessor. Otávio comemora sucesso do plano de infiltra-se na fazendinha junto com o irmão e Dorotéia. Lívia planeja testar Picasso e dar chance para que ele fuja da prisão. Das Dores concorda com plano e diz que pode ajudá-los a descobrir se Picasso está fingido ser uma pessoa melhor. Ela pede ajuda de Pedro e Paulo para facilitar fuga. Monet diz para Caravaggio que não acredita na mudança de Picasso. Carlão, Dorotéia e Otávio planejam acabar com sociedade entre Tufik, Quina e Danilo, colocando-os um contra o outro. Pedro e Paulo esperam por Picasso em frente ao presídio. Picasso tem chance de fugir, mas hesita e entra no carro de Patrícia. Ele é levado para quarto especial e diz que irá contar o que sabe sobre os contraventores do bicho. Carlão se aproxima de Quina para descobrir se ela está distribuindo drogas no morro. Bernardo se surpreende com as mudanças de Tônia e se insinua para ela. Laura vê a cena e sente ciúmes. Jurandir reencontra Anjo e propõe que eles morem juntos de novo. Carlão descobre que Quina usa loja de Tufik para vender cocaína escondida do bicheiro. Picasso entrega nome do contador dos Ashcar para Patrícia. Dorotéia descobre que Picasso entregou contador dos Ashcar para Patrícia. Carlão diz para Tufik que Quina está vendendo drogas em sua loja. Monet testa Picasso e lhe oferece cocaína, deixando-o apreensivo. Patrícia encontra Carlão e diz que está confusa quanto ao que ele sente por ela. Dorotéia interrompe conversa e se enfurece, mandando que Patrícia saia do apartamento.

No capítulo (*) 143, terça-feira, 15 de abril – Monet se irrita com Picasso e diz que ele está fingindo ser outra pessoa. Picasso diz que mudou e que deseja ser perdoado por todo o mal que causou. Dorotéia tem crise de ciúmes e insiste que Patrícia vá embora. As duas discutem e Carlão aparta briga, preocupado com os bebês que elas esperam. Ele alerta Patrícia sobre Picasso, dizendo que ela não deveria confiar nele. Otávio aborda Patrícia e diz que Carlão ainda a ama. Ela diz que não tem certeza sobre os sentimentos dele e Otávio insiste que ela o procure para conversar. Tufik provoca Quina e deixa claro que sabe que ela está vendendo drogas no morro. Getúlio diz para Norma que Stella faz bem a Michele e que é a única pessoa capaz de fazê-lo melhorar. Carlão diz para Das Dores que Picasso pode estar planejando um atentado contra Patrícia. Ele pede ajuda de Caravaggio e diz que deseja ver Picasso longe dela. Caravaggio e Monet oferecem ajuda para que Picasso fuja. Picasso grita por Patrícia e entrega policiais. Patrícia dá voz de prisão para Caravaggio e Monet. Carlão diz para Das Dores que Picasso está tentando conquistar a confiança de Patrícia. Patrícia é dura com Picasso e diz que se ausentará do caso se descobrir que ele está tentando prejudicá-la. Quina acusa Carlão de entregá-la para Tufik e ele nega, dizendo ter sido Dorotéia. Carlão finge e diz para Quina que está apaixonado por ela. Quina vai até Dorotéia para tirar satisfações e revela a falsa declaração que o hippie fez para ela. Dorotéia se descontrola e a esbofeteia. Picasso diz para Patrícia que Laerte mandou que ele torturasse Carlão. Carlão e Otávio seguem com farsa e fingem briga, assustando Tufik. Patrícia se emociona ao ver berço feito por Carlão. Helena diz para Patrícia que Carlão a mantém afastada porque deseja protegê-la de Tufik. Carlão arma para expulsar Quina de vez do morro e pede ajuda de Dorotéia. Ela finge cena de ciúmes e atira contra Carlão com balas de festim. Quina se assusta e foge. Carlão diz que Tufik invadiu Quintino e pedirá à Quina metade dela do morro do Pinguim. Helena diz para Carlão que sabe da ameaça que Tufik fez sobre prejudicar Patrícia. Ela diz que ele deve ser sincero com Patrícia e contar que está tentando protegê-la de Tufik. Picasso e Patrícia são surpreendidos com tiros na porta do quarto de hotel. Picasso se joga no chão e protege Patrícia.

No capítulo (*) 144, quarta-feira, 16 de abril – Picasso protege Patrícia dos tiros com o próprio corpo. Patrícia atira em capanga e foge com Picasso. Helena pressiona Carlão para que ele conte para Patrícia a verdade sobre ameaça de Tufik. Carlão a convence de que dizer a verdade pode colocar Patrícia em risco. Picasso e Patrícia são perseguidos durante a fuga e se escondem em casa de show. Otávio pede a Tufik parte do morro de Quintino como recompensa pela ajuda durante invasão. Tufik não faz acordo e promete um aumento para ele e Carlão. Laura se assusta ao encontrar Patrícia e vê atiradores perseguindo-a. Ela faz strip-tease e distrai a atenção dos atiradores, facilitando a fuga de Patrícia e Picasso. Os dois são surpreendidos por outro atirador, que os mantém na mira do revólver. Patrícia ouve tiro e se surpreende ao ver que Vegetal foi responsável por matar atirador. Vegetal diz que estava seguindo ordens de Carlão para protegê-la. Das Dores se simpatiza por Jurandir e os dois planejam ir à gafieira juntos. Carlão abraça Patrícia, aliviado por vê-la a salvo. Ele fica pouco à vontade com a presença de Picasso, mas exige que os dois passem a noite no apartamento. Dorotéia diz para Danilo que Quina o traía com Carlão. Ele lamenta ter perdido sua companheira e sócia, confuso com o que aconteceu. Otávio se estranha com Picasso e o culpa por planejar venda de armas de brinquedo. Patrícia pede para que Carlão não destrate Picasso. Lívia se passa por contadora da banca de bicho e diz para Tufik que Danilo desvia dinheiro das apostas. Picasso e Carlão tem conversa amistosa durante a noite. Otávio alerta Patrícia sobre Picasso e diz que ele pode tentar vingar-se de Das Dores e Carlão. Dorotéia e Lívia incriminam Danilo e dizem que ele é responsável por desvio do dinheiro de Tufik. Danilo nega, mas Tufik acredita na farsa armada por Dorotéia e Lívia. Dorotéia diz que irá vingar-se e aponta arma para Danilo. Carlão diz para Picasso que não acredita que ele tenha mudado e quer que ele se afaste de Patrícia. Picasso diz que precisa da ajuda dela para se redimir dos erros que cometeu. Carlão se enfurece, parte para cima, acerta cotovelada e diz que fará com que ele desapareça. Patrícia o surpreende e aponta revólver, pedindo para que Carlão solte Picasso.

No capítulo (*) 145, quinta-feira, 17 de abril – Patrícia mantém Carlão na mira do revólver e ordena que ele solte Picasso. Ele tenta convencer Patrícia de que Picasso a está usando para ameaçar o secretário de segurança e conseguir sair da prisão. A promotora diz que Picasso está tentando se redimir e deixa Carlão decepcionado. Carlão confessa para Picasso que sua intenção era manda-lo de ônibus para o Paraguai. Dorotéia se emociona e diz para Danilo que ela não tem coragem de matá-lo. Ela manda que ele abdique de seus bens e passe tudo para ela. Dorotéia cobra de Tufik parte do morro do Pinguim. Ele se nega a fazer acordo e ameaça tomar morro dos Ashcar. Dorotéia fica furiosa e atira, mas não o acerta. Carlão e Picasso escutam barulho na porta e desconfiam de possível ataque. Eles surpreendem atiradores e conseguem desarmá-los. Patrícia corre até Carlão e o abraça, aliviada. Dorotéia ameaça Tufik e acaba conseguindo parte do morro do Pinguim em acordo. Catarina diz para Dorotéia que irá à justiça e impedirá que ela disponha de qualquer bem. Getúlio leva Michele até Stella, deixando-a surpresa. Ele diz que Michele precisa da ajuda dela para lembrar-se de quem ele é. Patrícia e Picasso vão para uma cabana afastada da cidade. Michele relembra momentos recentes e deixa Getúlio e Stella animados. Carlão desconfia que Picasso seja o mandante de assassinatos de presos. Das Dores confirma que colega de Picasso foi transferido para prisão quando começaram as mortes. Starsky vai atrás de homem na prisão, que nega ser comparsa de Picasso e corre, atirando-se de passarela. Carlão se lamenta e diz para Otávio que precisa saber para onde Patrícia e Picasso foram levados. Anjo se surpreende ao encontrar Jurandir dançando com Das Dores em discoteca. Picasso e Patrícia conversam descontraidamente e bebem juntos. Ela lamenta ter perdido o amor de Carlão e Picasso a beija. Dorotéia diz para Carlão que um dos meios de recuperar parte do morro é que os dois se casem. Ela ajoelha e lhe pede em casamento, deixando-o completamente surpreso.

Fonte: Pecado Mortal, novela da Rede Record – resumo dos próximos capítulos

* Sujeito à alteração de acordo com a edição dos capítulos.

  • elen

    ta muito emocionante a novela,tomara que Carlão termine com patrícia eles formão um casal lindo:)

  • Bia

    Carlão tem que fica com a Dó, são um casal perfeito. Patricia e muito chata!

    • vivii

      nada a ver, eles não combina

  • Cida Mello

    Nossa ñ vejo a hora de carlão fica junto com a patria pois eles são um bello casal em bora ela seja chata…a Doroteia ñ tem nada haver com carlão…sou mais a patricia?????

    • jo

      essa patricia nao passa de uma mimada isso sim, tem que ficar sem o carlao pra aprender a dar valor as pessoas

    • vivii

      eles são um belo casal